Eu tinha mania de engolir choro, engolir revolta, engolir mágoa… saia engolindo tudo e foi assim que cheguei aos 120 kg. Aprendi que não devemos exteriorizar o que sentimos por risco de sermos ridicularizados ou considerados frágeis. Nisso fui criada uma criança desmotivada, sozinha e gorda.

Felizmente após frequentar uma psicóloga por indicação de uma nutricionista ( Fui á nutricionista e assim que me olhou disse que eu não precisava dela e sim de uma psicóloga. ) comecei a ver que quanto mais expomos o que sentimos mais aquilo deixa de pesar dentro de nós. Também percebi que ao invés de ser ridicularizada muitas pessoas se aproximavam pois sentiam o mesmo mas não tinham coragem de se expor.

Descobri que dizer como se sente nos faz sentir melhores apenas pelo fato de termos dividido aquilo com alguém. No meu caso com o blog e com o meu canal no Youtube através dos vídeos. Depois que comecei a falar não o que os outros queriam ouvir, mas o que eu realmente sentia, aprendi a dizer NÃO quando todos queriam que eu dissesse sim.

Além disso passei a assumir posturas que antes eu tinha que manter em segredo, como quando me cobravam um namoro ou os planos de ter família, filhos etc e eu fingia que estava esperando o tempo certo ao invés de dizer que estou bem do jeito que estou, que uma ” companhia masculina” não me faz falta e que não planejo nada, deixo nas mãos de Deus e se vier que bom, se não vier ótimo, pois adoro cachorros e a liberdade de poder ir ao cinema sozinha.

Comecei a ser mais aberta com meus pais, com meu irmão, e assim me fazia entender bem e todos paravam para me ouvir, todos se interessavam pelo que eu tinha para dizer. Passaram a querer saber até a minha opinião sobre alguma coisa.

Engraçado, logo eu que nunca me achei interessante. Na verdade sempre fui, mas escondia tudo dentro de mim por medo de estar errada. Por vezes estava, mas então aprendi o certo pois além de me fazer ouvir aprendi a ouvir mais os outros.

Hoje digo e repito: Diga o que sente e sinta-se melhor espontaneamente. Deus lhe deu a fala, então fale! Deus lhe deu o choro, então chore! Chore o que tem para chorar e depois use as pernas e a razão que Deus também te deu para seguir em frente.

Hoje não carrego mais mágoas, nem tristezas, também deixei 20 kg pelo caminho. Dentro de mim ficaram apenas poucos segredos íntimos, de todo resto me libertei quando contei ao mundo o que me afligia e descobri que tudo passa, da dor á alegria, do sol á chuva, de mim á você.

Então fale, fale tudo e mais um pouco. Fale até se sentir leve, nem que seja com um cão, com um blog, com você mesmo. Ouça o que sente e reflita, veja que por vezes você tem a solução para a maioria dos seus problemas e aflições. A verdade está dentro de nós, por isso o auto conhecimento é tão importante. Conhece-te a ti mesmo e liberte-se dos males que te prendem ao chão e afastam seus sonhos. O medo aprisiona mais que qualquer cadeira de rodas, então liberte-se dele.

Eu fiz, não foi fácil mas nada na vida é. Hoje me sinto livre e acredito que todos possam fazê-lo. Fale mais, ouça mais e seja mais feliz!