Quem me acompanha há mais tempo sabe que  desde ano passado eu tive uma faringite depois da outra. Era uma sensação horrível, muitas vezes acompanhada de febre, tosse e muita dor na garganta. Era algo que estava me atrapalhando a viver, pois aquele incômodo me desanimava de fazer qualquer coisa.

Sintomas de faringite: Dor, irritação, coceira e desconforto na região superior da garganta. Também pode haver febre e dificuldade de engolir.

Fui à emergência algumas vezes e à especialistas também. Pediram exames, dos mais simples aos mais complicados. Foram-me receitados diversos mediamentos, os quais a maioria nem cheguei a comprar. Fiz exames e nenhum deles acusou nada.

A faringite vinha, ficava e depois ia embora ao custo de muita azitromicina e amoxicilina (antibióticos). O problema é que esses medicamentos me inchavam e não acabavam só com as bactérias ruins como também com as boas. Eu ficava com a boca seca, tinha prisão de ventre e o inchaço, principalmente no rosto, me incomodava bastante.

Cheguei a ouvir que teria faringite por um tempo, talvez alguns anos, mas depois ela passaria, coisa da idade.

Até que um dia decidi testar algo que dois médicos me receitaram como uma forma a mais de tentar ao menos diminuir a frequência das inflamações na garganta: Gargarejo com bicarbonato de sódio.

Bicarbonato de Sódio

O bicarbonato tem efeito antisséptico, eliminando bactérias que podem causar doenças.

Comprei um potinho de bicarbonato por R$ 5 na farmácia e comecei a gargarejar 2x ao dia, manhã e noite, 2 colheres de chá de bicarbonato diluído em água filtrada em temperatura ambiente.

Faringite

Como fazer gargarejo com bicarbonato de sódio

No primeiro dia já senti que o bicarbonato levou todo o muco que estava no começo da minha garganta e engolir ficou bem mais fácil. Com uma semana eu estava bem da última faringite que tive desde que comecei a fazer isso!

Desde essa última, faço gargarejo com bicarbonato de sódio ao menos 3x na semana. Isso previne inflamações de uma forma simples e barata.

Além do gargarejo com bicarbonato de sódio também parei de fazer coisas que machucavam a minha garganta, como aspirar vapores da cozinha, pegar friagem e princialmente, fazer progressiva.

Sempre que eu ia fazer progressiva no meu cabelo eu tinha que cobrir meus olhos, nariz e boca. Mesmo assim eu sempre aspirava um pouco do vapor do produto, e isso resultava em uma faringite sempre depois de alisar o cabelo.

Hoje em dia não sei como me submetia a algo que me fazia tão mal, mas na época fazia sentido. Hoje não faço mais nenhum procedimento com química no meu cabelo.

Também tenho usado exaustor na cozinha para evitar a aspiração dos vapores dos alimentos e sempre saio com um echarpe ou casaquinho para evitar pegar vento no pescoço e colo.

Confira aqui mais funções do bicarbonato de sódio.