sushi-na-dieta2

Perder peso sem passar fome, mantendo uma alimentação saudável e prazerosa parece um desejo impossível para muitas pessoas. Porém existem alimentos saborosos e nutritivos que, além de entreterem nosso paladar, nutrem nosso organismo e nos trazem bem estar. Estes são os que nos ajudam a seguir com uma reeducação alimentar para toda a vida, e são verdadeiros aliados para quem deseja emagrecer e ter saúde.

Sou apaixonada por culinária japonesa e por isso decidi enumerar aqui os benefícios do sushi para a nossa alimentação. O Japão tem um dos povos mais saudáveis do planeta, com taxa de obesidade extremamente baixa e isso se deve principalmente aos hábitos alimentares de seu povo. Assim, nada melhor do que se inspirar nesta rica culinária para incrementar nossa alimentação.

Existem muitas receitas de sushi, mas se você não tiver tempo para prepará-lo e não quiser se deslocar para caçar um gostosinho, é bom lembrar que ele é uma das opções mais populares quando se fala de pedir comida pela internet e é entregue em casa tão fresquinho quanto se consumido no restaurante.

sushi-na-dieta1

Vale observar também que são muitas as opções de ingredientes utilizados na preparação do sushi e as receitas permitem infinitas combinações. Essa variedade é adequada para perda de peso, já que algumas possuem pouquíssimas calorias e outras contam um pouco mais, mas nada considerável. Portanto, vale a pena conhecer melhor todos os itens usados e quais as suas propriedades nutricionais mais importantes.

Componentes mais comuns do sushi

Peixes e frutos do mar

Rico em proteínas e ácidos graxos como o ômega-3, os peixes mais comuns na composição do sushi são o atum, o salmão e a cavala. Eles são excelentes para prevenir doenças degenerativas do cérebro e cardiovasculares, pois são livres de gorduras saturadas e reduzem o colesterol ruim. Se a intenção for contar as calorias, opte pelo atum, que tem menos calorias que o salmão.

Alga Nori

A alga nori é uma das melhores fontes de iodo que existe. Este mineral é capaz de controlar e prevenir problemas relacionados à tireóide, regulando o metabolismo e proporcionando sensação de saciedade.

Arroz

O arroz utilizado no sushi contém vinagre no seu preparo. Isso faz com que tenha um sabor especial que estimula o metabolismo, auxilia na digestão e controla a hipertensão. Se for contar as calorias, não se esqueça de moderar o consumo dos rolls que levam o grão.

Caso esteja em dieta low carb (restritiva em carboidratos), procure atentar á quantidade do arroz ou procure itens da colunária japonesa sem o grão, como temakis sem arroz e sashimi (peixe crú).

Gengibre

O gengibre é um dos principais temperos do sushi. A raiz tem ação anti-inflamatório e antioxidante, além de ser termogênica, ou seja, acelera o metabolismo e ajuda na queima de calorias.

Wasabi

Essa raiz forte é importantíssima nas receitas de sushi. Além de digestiva, apresenta propriedades antibióticas e anti-inflamatórias. É rica em óleos voláteis, vitamina C e, assim como o gengibre, tem propriedades termogênicas, ajudando na queima de gorduras.

Molho de soja

O molho mais popular no acompanhamento do sushi é feito a partir da soja. Este grão é muito importante na prevenção de problemas hormonais ligados à menopausa, pois é rico em fitoestrogênio. Além disso, contém boas doses de ferro, potássio, magnésio e proteínas.

Para reduzir um pouco as calorias e o sódio nele contidos, a dica é consumir com moderação e na versão light.

Pepino

O pepino é um excelente vegetal, repleto de vitaminas e minerais e com pouquíssimas calorias. Contém sílica, importante para as articulações, pele, unhas e cabelo e é também um potente diurético, reduzindo as toxinas do organismo.

Abacate

Permitido em algumas preparações de sushi, o abacate é rico em gorduras monoinsaturadas, minerais e vitamina E, sendo considerado ótimo aliado para a saúde da pele e outros órgãos. Apesar de ter um valor energético elevado, proporciona saciedade e, ao contrário do que muitos pensam, deve sim ser incluído nas dietas.

Chá verde

Essa bebida é comum como acompanhamento do sushi. Vale a pena torná-la habitual, pois acelera o metabolismo e é ótima para a digestão e a saúde do intestino, além de ter efeito emagrecedor comprovado.

Muitas vezes acreditamos ter que excluir a culinária japonesa das nossas vidas quando precisamos perder peso, porém atentando á boas escolhas e tendo equilíbrio é possível nutrir nosso organismo e ainda curtir todo o sabor dessas delícias sem culpa.

Imagens: Pixabay